Síntese das Sondagens de julho de 2022

Após quatro altas consecutivas, o Índice de Confiança Empresarial (ICE) recuou 0,3 ponto em julho, influenciado pela piora das expectativas. O Índice de Confiança dos Consumidores (ICC) voltou a subir, desta vez apenas 0,5 ponto, mas ainda oscila próximo aos 80 pontos, patamar extremamente baixo. A distância entre os...

Leia mais...

Síntese das Sondagens de junho de 2022

Pela terceira vez seguida, a alta da confiança empresarial ocorreu pela melhora tanto das percepções sobre a situação corrente quanto das expectativas. Com as altas, o ISA-E alcança a média histórica de 100 pontos, e o IE-E se aproxima ainda mais, apontando um cenário de confiança moderada entre os...

Leia mais...

Síntese das Sondagens de maio de 2022

A terceira alta seguida da confiança empresarial sugere que a economia segue crescendo no segundo trimestre. O índice já recuperou 70% das perdas ocorridas entre agosto de 2021 e fevereiro de 2022 e se aproxima agora do nível neutro, de 100 pontos. A alta da confiança empresarial em maio ocorreu...

Leia mais...

Síntese das Sondagens de abril de 2022

A alta da confiança empresarial e dos consumidores foi motivada por um amplo conjunto de fatores, alguns deles pontuais: percepção de controle sobre a crise sanitária, redução de IPI, liberação de recursos do FGTS e adiantamento do 13° de aposentados e pensionistas. A confiança empresarial continua moderadamente baixa mesmo após...

Leia mais...

CNI: indústrias operam em 68% de sua capacidade em fevereiro

A Sondagem Industrial, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) aumentou 1 ponto percentual em fevereiro de 2022, para 68%, em relação a janeiro. Com isso, o percentual passa a situar-se exatamente no valor da média para os meses de fevereiro. A UCI é...

Leia mais...

Síntese das Sondagens de fevereiro de 2022

Em fevereiro, as expectativas empresariais em relação aos meses seguintes melhoraram pela primeira vez desde outubro de 2021, enquanto as avaliações sobre a situação corrente continuaram piorando. A confiança dos consumidores subiu, puxada pela melhora das avaliações das classes de renda mais baixas, possivelmente influenciadas pelo entrada do Auxílio Brasil...

Leia mais...